Kevin ‘Dual Kevin’ Barrios pode ser o novo rosto na cena competitiva do Street Fighter, mas a verdade é que ele é um veterano experiente dos jogos de luta, começando no gênero quando tinha apenas dez anos. Embora seu Rashid seja formidável agora, ele teve que apanhar muito na série Versus. Hoje, ele está fazendo seu nome no Street Fighter V: Arcade Edition e na série de torneio Street Fighter League: Pro-US 2019.

Viciado no modo Arcade

A paixão de Kevin por jogos de luta começou quando ele ainda era criança, quando se considerava um “esmagador de botões”. Ele passava dias aprendendo combos do Street Fighter II e jogava no modo arcade em outros títulos “muitas e muitas vezes”, até que seu irmão o acusou de ter medo de enfrentar oponentes reais. Este foi o desafio que acabou dando início à sua carreira no mundo das competições de jogos de luta.

“...meu irmão implicava comigo e me perguntou por que eu não jogava online, me acusando de estar com medo de outros jogadores de verdade”, recorda Kevin. “Eventualmente comecei a jogar online e fui detonado, é claro. Foi aí que comecei a procurar por torneios, já que sabia que haveria gente jogando o jogo em um ambiente de competição. Eu não tinha ideia do tamanho da comunidade dos jogos de luta na época, mas acabei encontrando um vídeo do Wednesday Night Fights que mostrava jogadores como Justin Wong lutando”.

Kevin 'Dual Kevin' Barrios

Grandes conquistas na série Versus

A dedicação de Kevin aos jogos Versus eventualmente o levaram a competir na série. O jogador acha que sua revelação no cenário competitivo ocorreu em 2015, depois de muito treino e após escutar a muitos conselhos de profissionais.

“Eu me inspirava em jogadores como FChamp, RayRay e Justin Wong”, disse Kevin sobre suas origens. “Mesmo jogando com personagens diferentes do meu, suas conversas e maneira de jogar me levaram a tentar incorporar suas ideias com os meus personagens. Passei muitas horas assistindo a vídeos de torneios e até aos arquivos antigos do FGTV Twitch, só para entender melhor aquele nível mais alto de jogo.”

Tornando-se um guerreiro mundial

Apesar de sua grande carreia na série Versus, Kevin estava procurando por um novo desafio: uma busca que o levou a experimentar o Street Fighter V depois de anos. Embora ele admita que alternar entre os dois jogos, Street Fighter e Versus, tenha sido difícil, ele espera ser “um campeão” nas duas séries e não em apenas um jogo.

“Acabei escolhendo Street Fighter V, já que conhecia minhas habilidades como jogador em um jogo de luta e queria ver até onde elas poderiam me levar em outro”, disse Kevin. “Alguns dos maiores jogadores no FGC jogaram vários jogos de luta e eram bons em muitos deles. Aquela era uma maneira de provar a mim mesmo que eu poderia fazer a mesma coisa. Meus amigos em Indy já estavam empolgados com o SFV, então pensei que seria uma boa experimentá-lo para ver no que dava... Não estou apenas tentando ser bom nos dois jogos. Quero ser um CAMPEÃO nos dois”.

Ninguém escapa da minha ventania!

Não é nenhum segredo que Dual Kevin tem como personagem principal Rashid, um mestre do vento tempestuoso e entendido em tecnologia que também é o herdeiro de uma família milionária. A escolha de lutador de Kevin não foi um acidente, nem obra do acaso. Na verdade foi uma decisão calculada que exigiu uma lista detalhada de forças do personagem até que ele fosse declarado o escolhido.

“Antes de comprar o jogo, fui à casa de um amigo para ver o elenco básico e decidir qual escolher”, explicou Kevin. “Queria um com uma boa velocidade de caminhada, uma bola de fogo, mas que não fosse um atirador. Rashid acabou sendo o escolhido, especialmente porque tinha uma bola de fogo única. O personagem é realmente forte, tendo vários ataques normais ótimos para provocar e controlar o espaço, boa pressão no meio da tela e muita pressão nos cantos, além de possuir poucos inimigos contra os quais seja vulnerável. O pior oponente, pelo menos para mim, seria Birdie. Essa seria uma luta difícil por causa dos normais de Birdie e de suas maneiras de evitar bolas de fogo no jogo neutro”.

Subindo de nível na Street Fighter League

As habilidade de Kevin na SFV:AE acabaram levando à sua participação na série Street Fighter League: Pro-US 2019, uma experiência que ele acha que o ajudou a “subir de nível” e a colocar em evidência alguns jogadores que “não eram tão conhecidos”, com a região do centro-oeste sendo especialmente bem representada.

“A League foi bem divertida, dentro e fora do jogo”, disse Kevin sobre a série. “Também acho que a League mostra o quão analítico posso ser ao revisar meus próprios confrontos ou lutas de outros jogadores... Com tantos jogadores incríveis, temos sessões entre as batalhas de equipe, onde praticamos, jogamos e conversamos sobre o jogo. Acho que multipliquei meu nível por 100 neste evento, só por conversar com esses outros jogadores fantásticos”.

Detonando no Texas Showdown

A League coincidiu com o evento de ranking da Capcom Pro Tour Texas Showdown, no começo de maio, onde um total de cinco participantes da League ficaram na chave dos 8 primeiros. Kevin foi um destes e enfrentou outros participantes: ElChakotay Andrich e JB, outro jogador de Rashid.

“Acabei ficando em terceiro, e embora quisesse vencer, estou orgulhoso do meu desempenho”, disse Kevin sobre sua performance no Showdown. “Mostrei para o meu pessoal que posso lutar contra eles no jogo e dar muito trabalho, além de provar isso para mim mesmo... Foi muito legal ver que vários jogadores da League se saíram muito bem no Texas Showdown. Sabia que isto seria positivo, não apenas para mim, mas também para outros jogadores envolvidos. Com tantas grandes mentes do jogo em um local, é inevitável que os jogadores subam de nível.”

SFL Team Frost

De olho no Capcom Cup 2019

Com a conclusão do Combo Breaker 2019, o próximo Premier Event na programação é o Taipei Major, realizado em Taipei, Taiwan, neste fim de semana. Com o desenrolar do Capcom Pro Tour, Kevin espera causar ainda mais impacto na competição, prevendo uma temporada de viagens e de conquista de pontos para garantir uma vaga no Capcom Cup em dezembro.

“Ganhar pontos do CPT me motivou para buscar ainda mais”, Kevin admitiu. “Vou participar de vários torneios... Não acho que fico 10 vezes melhor a cada torneio, mas fico 100 vezes melhor dentro de cada um. Então, com 80 pontos até agora, quero poder me classificar para o Capcom Cup, de uma maneira ou de outra!”

Na medida em que a Street Fighter League: Pro-US 2019 avança, a competição só fica cada mais feroz, como o Rashid de Kevin, que os fãs devem ver diversas vezes em torneios futuros. Cuidado com o furacão!